Glaucoma? Novo dispositivo permite monitorizar a doença!

Glaucoma? Novo dispositivo permite monitorizar a doença!
5 (100%) 1 voto

Glaucoma? Novo dispositivo permite monitorizar a doença!.

 

Glaucoma

Glaucoma é o termo dado a um grupo de doenças oculares que podem afetar sua visão. É mais comum em idosos e aqueles com história familiar da doença.

No Glaucoma ocorre um dano progressivo do nervo óptico e fibras nervosas na parte posterior do olho, normalmente associado a um aumento da pressão no interior do globo ocular, pressão intra-ocular.

Geralmente afeta ambos os olhos, mas pode afetar um olho mais rapidamente do que o outro.

É bastante comum para as pessoas com glaucoma não apresentarem quaisquer sintomas e a visão inicialmente parece normal.

Assim, é muito importante fazer exames regulares nos olhos, para que o seu oftalmologista possa avaliar o glaucoma na sua fase mais precoce.

Se não tratado, o glaucoma pode levar à perda de visão.

A lesão do olho causada pelo glaucoma não pode ser revertida, mas o diagnóstico precoce e o tratamento adequado pode minimizar a perda de visão no futuro.

Somente o profissional médico capacitado poderá informar sobre as causas, o diagnóstico e o melhor tratamento para o seu caso.

Agora com a implantação de um pequeno dispositivo no olho permitirá às pessoas que tem glaucoma saber a pressão ocular.

O desenvolvGlaucomaimento desta investigação está a cargo da Universidade Internacional da Flórida (FIU), que patenteou o equipamento.
O dispositivo, ainda sem nome, pode ser de grande ajuda principalmente para quem vive longe de centros urbanos ou com dificuldades de mobilidade.

Glaucoma, doença silenciosa…

O glaucoma causa aumento da pressão ocular.

Isto danifica o nervo ótico e pode causar cegueira e exige que a pessoa se submeta a frequentes revisões com um oftalmologista.

Mas este novo aparelho permitiria que ela mesma faça esse controle diariamente.

Entre 9% e 12% dos casos de cegueira são consequência do glaucoma, que afeta principalmente pessoas com diabetes e hipertensão.

Em 2010, havia no mundo todo 8,4 milhões de pessoas cegas por causa do glaucoma.

De acordo com a pesquisa, estima-se que em 2020, 11 milhões de pessoas estarão cegas em consequência do glaucoma.

O dispositivo foi desenvolvido por Ram Iyengar, da Florida International University.

O aparelho, um chip , não precisa de baterias nem de conexão elétrica, ao contrário dos que já estão no mercado.

Ele é implantado cirurgicamente com uma pequena incisão no olho, entre a íris e a córnea.

Simplesmente ao olhar para uma espécie de binóculos entregues aos implantados é possível medir a pressão ocular.

Uma das preocupações é criar um dispositivo acessível para a maioria das pessoas.

“É uma grande invenção para países em desenvolvimento.

O custo para o paciente pode ser de 15 a 20 dólares se for produzido em massa”.

Isso evita a necessidade de ir ao especialista só para medir a pressão ocular.

Agora a equipe americana está avaliar possíveis parceiros para realizar estudos clínicos para primeiro lançar o dispositivo no mercado americano, para depois chegar ao resto do mundo.

Deixe um Comentário